Negócios

Espaço de descompressão na arquitetura corporativa

arquitetura corporativa

A preocupação com o burnout das equipes é tema que já vinha sendo discutido antes mesmo da necessidade do home office e agora com a volta das atividades no escritório, mesmo que em formato híbrido, o espaço de descompressão é um diferencial que muitas empresas estão pedindo aos seus escritórios de arquitetura corporativa.

O espaço é pensando para que a empresa estimule a convivência entre as pessoas, alivie a pressão cotidiana e traga momentos de prazer durante a jornada de trabalho e fundamental para esta retomada, onde muitos ainda se sentem emocionalmente inseguros.

Existem diversos tipos de ambientes, cujo único objetivo é levar a mente da equipe para outro lugar, proporcionando um descanso mental.

Espaço Aberto

Seja ao ar livre ou não, o que importa é ter uma sensação de amplitude onde a cabeça possa descansar. Pensar espaços que tirem a cabeça do cenário do escritório e leve o olhar para diferentes horizontes é um dos modos de aliviar o estresse e trazer o corpo para o presente, diminuindo a ansiedade que uma tela de computador pode proporcionar. A biofilia ajuda nestes espaços, criando jardins internos e trazendo mais equilíbrio ao espaço.

Áreas lúdicas e de diversão

“Rir é o melhor remédio”, apesar de soar como sabedoria popular, o riso é comprovado cientificamente como um ótimo fator para fortalecer o sistema imunológico e, também, reduzir o estresse. Portanto, investir em espaços onde seja possível deixar as preocupações de lado por alguns momentos durante o dia para focar no próprio bem-estar auxilia no combate de problemas futuros, como o burnout.

Hora do Café

Talvez um dos mais clássicos métodos de descompressão está na “hora do cafezinho”. Enraizado na cultura brasileira, o momento de tomar um café é fundamental para reorganizar as ideias na cabeça e quebrar com os processos repetitivos que uma jornada de trabalho pode apresentar. Sendo assim, investir na qualidade da copa ou, ao menos, num espaço onde seja possível sentar longe da própria mesa, já pode ser de grande ajuda para relaxar a cabeça e, assim, aumentar a criatividade.

 Versatilidade espacial

Nem sempre há área suficiente para criar uma sala específica de descompressão, mas nem por isso a ideia desse espaço deve ser ignorada. É possível equipar áreas de circulação e cantos ociosos com sofás, poltronas, plantas, elementos que proporcionem uma área de descanso, mas que também podem ser utilizados para trabalho como reuniões ou áreas de concentração, distante dos outros colegas. 

Seja qual for a solução escolhida, vale cada vez mais investir na saúde mental do seu colaborador.

Fonte: Archdaily

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.