Colunistas Vinicius Borghese

É preciso mudar o setor. Já!

setor

Por Vinícius Borghese/setor

 Desde o início deste espaço falei muito sobre as mudanças de comportamento, hábitos e necessidades dos “novos” consumidores de nosso setor, da necessidade de transformação e de mudança por parte do setor para satisfazer esses novos clientes, mas ainda parecia ser algo que iria passar por uma transição, de tempo, de cultura, de metodologias, a impressão é de que teríamos uma curva de aprendizado para realizar essa transição, até o anúncio do primeiro caso de COVID-19 no Brasil e sua rápida expansão.

Nunca o setor precisou se reinventar tão rápido quanto nas últimas três semanas, pelo menos de onde escrevo esse texto, a cidade de São Paulo que está em quarentena desde o dia 24/03/2020.

setor

“Temos muito a desenvolver e a melhorar e não existe oportunidade melhor que a necessidade iminente para começar.”, Vinícius Borghese. Créditos: Divulgação.

Nos adaptamos rapidamente ás necessidades a nós impostas de maneira emergencial: home office, aplicativos de reuniões, férias coletivas antecipadas, troca de informações, estudos e mais estudos a respeito de como manter a segurança e a produção nos canteiros de obras, revisão de custos, de prazos, enfim, como manter vivo um setor recém saído da pior crise da história.

Como diz a velha máxima, podemos olhar o copo meio vazio ou meio cheio e como sempre eu fico com a segunda opção –  a de procurar entender as dificuldades do agora, não as financeiras ou econômicas, mas sim as dificuldades da gestão, a eficiência dos procedimentos, dos controles e principalmente do cumprimento das novas medidas de segurança nos canteiros.

Utilizar tecnologia e inovar os processos se tornou necessidade iminente, utilização de dados para tomada de decisão estratégica, diagnósticos precisos, controle de qualidade e acompanhamento de evolução realizados de maneira digital, plataformas web de compartilhamento de documentos e projetos, atendimento ao cliente remoto e tantas outras funcionalidades e facilidades que a tecnologia pode fornecer aliada a inovação.

setor

A plataforma BIM está cada vez mais presente no cotidiano dos engenheiros e arquitetos. Créditos: Divulgação.

BIM (ou Building Information Modeling) que significa Modelagem/Modelação da Informação da Construção ou Modelo da Informação da Construção é um conjunto de informações geradas e mantidas durante todo o ciclo de vida de um edifício.

É um modelo virtual, que não é constituído apenas de geometria e texturas para efeito de visualização. Trata-se de uma construção virtual equivalente a uma edificação real, possuindo assim, muitos detalhes no tocante a composição dos materiais de cada elemento, como portas, janelas, etc. Isso permite simular a edificação e entender seu comportamento antes de sua construção real ter sido iniciada. O modelo BIM pode ser utilizado para visualização tridimensional, para auxiliar nas decisões de projeto e comparar as várias alternativas de design e a “vender” seu design para o cliente.

Quanto as alternativas de gerenciamento, já que todos os dados são armazenados dentro de um arquivo “BIM”, cada modificação na modelagem da edificação será automaticamente replicada em cada vista, como plantas, seções e elevações. Isso não só ajuda a documentar o projeto de forma mais rápida, mas também proporciona maior segurança e qualidade com a coordenação automática de todas as vistas. Quanto a simulação da edificação, modelos BIM contém mais do que apenas dados de arquitetura. Informações a respeito das demais disciplinas da engenharia, informações de sustentabilidade, e outras características podem ser facilmente simuladas bem antes da construção real.

Significado de Setor

substantivo masculino Aspecto particular de um conjunto de atividades; ramo de atividade: trabalho setor dos transportes. Subdivisão de uma região, distrito, seção etc.: vivo no setor norte da cidade. Campo de ação de um indivíduo, de uma organização; domínio: setor político.

Diante de tudo isto, finalizo o texto com uma pergunta para reflexão e que pode servir como motivação também;

Como sair mais forte e melhor internamente deste momento?

Resposta

  1. Prezado VINICIUS
    Parabéns pelo excelente artigo!
    Realmente vivemos um tempi único na história pata repensarmos nossos métodos e processos. É tempo de profunda reflexão. Nessa ótica tenho me perguntado, com tanto dinheiro sendo empregado em ações de saúde porquê fazer hospitais de campanha? Não seria a hora de construirmos e equiparmos hospitais públicos definitivos para a população?
    Enfim existem sim, ferramentas para otimizarmos nossos processos e esta é a hora de repensarmos nossas ações, tendo em vista o longo prazo e o bem estar dos cidadãos brasilerod.
    Forte abraço.
    Celio Placer

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.