Mercado

Construção civil tem saldo positivo no Amazonas

Amazonas

Construção com representatividade. Essa é a missão do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Amazonas (Sinduscon-AM), que completa 41 anos de história nesta quinta-feira (25/06). A entidade surgiu a partir da Associação Profissional das Indústrias da Construção Civil de Manaus, registrada em 4 de outubro de 1978. No dia 25 de junho 1979 foi reconhecido pelo Ministério do Trabalho como “sindicato”.

Com o objetivo de representar e defender os interesses do setor da construção civil do Estado, o Sinduscon-AM contribui para o fortalecimento da economia do Amazonas, visto que o setor é o que emprega maior número de colaboradores e mais rapidamente que outros. O sindicato é filiado à Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), entidade aliada que fortaleceu o trabalho do Sinduscon-AM em várias conquistas em nível estadual e nacional. Também é filiado à Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (FIEAM), entidade que no âmbito estadual tem dado suporte institucional e técnico, com a oferta de serviços às empresas e aos trabalhadores da construção.

Para atender ao bem-estar e lazer dos trabalhadores do setor, o Sinduscon-AM criou em 28 de novembro de 1991 o Serviço Social da Indústria da Construção Civil de Manaus (Seconci Manaus). A entidade, considerada o ‘braço social’ do sindicato, oferece serviços gratuitos de lazer, saúde, educação, entre outros, aos colaboradores das empresas associadas.

Em 2019, o setor criou 14.893 novos postos de trabalho

De acordo com dados do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Amazonas (Sinduscon), o Amazonas se despede de 2019 com um saldo positivo de 11.129 vagas ocupadas, alavancados principalmente pela construção civil que fechou o ano com 2.125 vagas, uma variação positiva de 11,09% no setor.

Somente no ano passado, a construção civil criou 14.893 novos postos de trabalhos. Em 2018, o setor obteve um saldo negativo de -1.025 vagas, representando um percentual de -5,18%. Em todo o Brasil a construção civil contribuiu fortemente para esse resultado mensal, pois registrou 71.390 admissões apesar dos 118.276 desligamentos.

Para o presidente do Sinduscon-AM, Frank Souza, a expectativa para 2020 é de aumentar o saldo de vagas de emprego no setor e impulsionar a economia do Amazonas.

“O saldo positivo de 2019 em relação a 2018 já demonstra um grande crescimento da construção civil aqui no Estado, e traz uma boa expectativa para 2020. Isso se dá com a baixa dos juros, que gera confiança no empresário e no comprador, gerando a necessidade de novos empreendimentos e automaticamente criando novos postos de trabalho, o que impulsiona crescimento do setor e a economia do Estado”, ressaltou o presidente da entidade.

Resposta

  1. […] de outras grandes empresas de tecnologia que optam por cidades menores, a sede ganha destaque por conta da estrutura conhecida como “The Spheres Amazon”  uma construção peculiar em formato de esfera que […]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.