Colunistas Leandro Martorani

O impacto do coronavírus na venda de imóveis internacionais

Mês passado quase perdi meu primeiro negócio por conta do novo Coronavírus. Uma cliente brasileira, que vive em um país da África, estava bastante inclinada a comprar um apartamento em Veneza, mas desistiu porque o país não permitia que quem visitasse a Itália sem motivo de força maior, retornasse ao país.

 

Levando em conta que 75% das compras internacionais são feitas sem o cliente ver o imóvel pessoalmente e que apenas 2% optam por trocar imóvel quando veem pessoalmente, sugeri para a cliente em potencial, que possuía um prazo para realização da compra, para que fizéssemos uma visita no imóvel via FaceTime, porém a sugestão não foi aceita por ela.

 

Por ser mais conservadora na hora de fechar negócios, a interessada não realizou a compra em Veneza, mas está em vias de adquirir um em Porto, que lhe atenderá como investimentos para locação short term e também para uso pessoal, uma vez que está em um país “próximo” de sua residência.

 

De um tempo para cá, temos atendido uma série de clientes cheios de dúvidas sobre investir ou não no mercado internacional, e a pergunta está diretamente ligada aos problemas trazidos pelo vírus que tem atraído as atenções de todo o mundo. Contudo, nossa resposta para todos que já estavam próximos de fechar o negócio, é que em momentos como este, onde o dinheiro do comprador tradicional circula menos e a volatilidade das moedas é grande, é hora dos investidores colocarem suas manguinhas de fora e comprarem o mundo.

 

O motivo deste conselho: da mesma forma que temos muitos clientes perdendo tempo e consequentemente negócios tentando entender o futuro, temos investidores e fundos nos solicitando oportunidades diariamente. E sabe o que vai acontecer depois que a tempestade passar? Estes investidores vão vender os imóveis a preços maiores, até porque é isso que eles fazem para viver: compram e revendem com lucro.

 

Os momentos de instabilidade mercadológica são os que as maiores oportunidades aparecem. Prova disso é um conselho de Thiago Nigro a um seguidor no Instagram que o questionava se o momento era de oportunidade para investir em ações, sua reposta foi a seguinte: “Imagina que você vai para a Apple comprar um iPhone, e chegando lá, descobre que o produto está 30% mais barato. Você compra ou volta para casa para pensar melhor?”. Ou seja, é neste momento que as oportunidades aparecem: vendedores que tem pressa aceitam ofertas, e investidores compram para que a venda possa ser com um preço mais alto.

 

A oportunidade de negócio aqui é extensa e pode garantir negócios únicos, seja para recreação, moradia ou investimento.  Se você, assim como eu, acredita que o mundo não irá acabar em Coronavírus, aproveite o momento para investir.

 

 

Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.