Mercado

O futuro da construção civil

futuro

A construção civil continua crescendo em um ritmo muito forte e novas tecnologias estão cada vez mais presentes mostrando que o futuro já chegou nesta área.

Questões como sustentabilidade entraram na pauta de todas as construtoras, como a Vitta Residencial Incorporadora e Construtora, que listou algumas tendências para o mercado.

1 – Adaptações e materiais:

Uma das principais tendências da construção civil está na proteção do ambiente natural incorporando princípios sustentáveis no terreno construído, com isso a prática da sustentabilidade se torna indispensável e novas tecnologias vêm sendo cada vez mais incorporadas nas construções como:

  • Cisternas para coleta e armazenamento de águas pluviais;
  • Telhados verdes como solução termoacústica;
  • Claraboias para iluminação;
  • Jardins verticais para regular a temperatura interna;
  • Tijolos ecológicos.

Falando ainda de sustentabilidade, vale destacar o reaproveitamento de materiais, como a reutilização de pisos e ladrilhos, o reuso de móveis antigos, o emprego de madeira de demolição que são tendências que estão em alta, visando melhorar ainda mais a sustentabilidade nas edificações.

2 – Energia renovável:

 A energia está diretamente ligada ao setor econômico. Esse recurso pode ser utilizado tanto em medidas mais simples, como aquelas que priorizam a luz e ventilação natural, bem como nas mais desafiadoras dependendo da necessidade de cada projeto, como por exemplo, a instalação de placas fotovoltaicas e uso de recursos renováveis.

3 – Tecnologia:

O aumento da eficiência da tecnologia e a inovação também fazem parte do avanço na indústria de construção civil, principalmente por facilitar a comunicação entre as partes envolvidas e agregar mais qualidade ao resultado final das construções. Alguns tipos de tecnologia já são realidade no setor como:

  • Drones de construção: esses equipamentos possibilitam o mapeamento de grandes áreas e longas distâncias de forma rápida, produzindo imagens e adquirindo informações relevantes do terreno ou empreendimento em estudo.
  • Realidade aumentada: permite uma apresentação eficiente do projeto, facilitando a visualização e transformando os desenhos técnicos de pré-construção mais tangíveis para os compradores e inquilinos. Atualmente os projetos têm sido modelados em BIM, essa tecnologia tende a trazer grande sinergia em modelagem de projetos e utilização de realidade virtual e aumentada, até mesmo para conferência de alguns serviços nas obras. Cada vez será mais comum a substituição dos projetos em papel por tablets e smartphones.
  • Comunicação remota: o uso de aplicativos móveis permite o acesso ao local de trabalho sem a necessidade do deslocamento, incluindo inspeções visuais em tempo real, apresentação de projetos e medições precisas feitas a partir de uma câmera de smartphone.

4 – Construção modular:

A construção modular, nada mais é do que a utilização de módulos individuais produzidos em fábricas especializadas. Esse processo é realizado por etapas, otimizando o trabalho e o esforço de mão de obra. É importante que a construção modular nasça na concepção do projeto, utilizando medidas redondas de acordo com o material a ser empregado com o objetivo de ganho de produtividade. Para esse caso, antes de pensarmos em construir modularmente precisamos projetar dessa maneira. A ideia de produzir kits fora do canteiro (construção offsite) e trazer para instalação em obra ganha espaço cada vez mais.

5 – Robotização de processos:

Por último, vale destacar a automatização de processos que torna as etapas do projeto mais rápidas, colaborando com a mão-de-obra que fica menos suscetíveis a erros.

Cada vez mais caminhamos para uma Construção Civil 4.0, trazendo mais produtividade e melhores resultados.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.