Mercado

MRV amplia ações na área de inovação digital com venda de imóveis

MRV

A MRV foi fundada em Belo Horizonte em 1979 pelos sócios Rubens Menin Teixeira de Souza, Mário Lúcio Pinheiro Menin e a Vega Engenharia, com o objetivo de construir e incorporar empreendimentos residenciais na capital mineira com foco na classe média. O nome MRV foi criado a partir das iniciais dos nomes dos 3 sócios. 

Dois anos após sua fundação, a Vega Engenharia se retirou da sociedade MRV Serviços de Engenharia. No ano seguinte, a MRV entregou as primeiras casas construídas em Belo Horizonte.

Em 2007 a MRV realizou sua abertura de capital, o que acelerou seu crescimento nos anos seguintes.

No mesmo ano, a MRV Engenharia e Participações S/A e a Caixa Econômica Federal  assinaram na sede da Caixa em Brasília, um protocolo de intenções e um contrato que tornou empresa a primeira construtora correspondente negocial da CAIXA no setor imobiliário.

Segundo levantamento realizado entre a Revista Isto é Dinheiro e a consultoria Brand Analytics/Millward Brown, a MRV Engenharia teve sua marca ranqueada como a 28ª mais valiosa do Brasil.

Segundo dados do ITC, a MRV foi considerada a maior construtora do Brasil em 2012. Em termos de faturamento, a MRV Engenharia é a 13ª maior construtora brasileira atingindo US$457 milhões, segundo a Câmara Brasileira da Indústria da Construção.  A brasileira MRV Engenharia é a empresa do setor de construção de edifícios residenciais com o maior lucro na América Latina e nos Estados Unidos, segundo estudo da consultoria Economática, com base nas demonstrações financeiras do mesmo ano.

Em 2019, a MRV registrou o melhor ano de sua história, até aquela data, do ponto de vista de produção de unidades. Foram 39.660 unidades em 2019, o que significou um aumento de 7,3% referente ao ano anterior.

Produto integra a estratégia da companhia em se tornar uma plataforma de soluções habitacionais

A MRV ampliou as suas ações na área digital e lançou uma plataforma de vendas que permite comprar um imóvel totalmente online, de forma autônoma. Esse lançamento faz parte da estratégia da companhia em se tornar referência de soluções habitacionais, capaz de fornecer a opção de moradia que melhor se adapte à realidade dos clientes.

O projeto faz parte do processo de transformação digital da companhia, que já investiu mais de R$ 250 milhões em soluções para simplificar e dar autonomia ao consumidor no processo de compra de imóveis.

Os serviços, desde a escolha da unidade, até simulação e aprovação do crédito e assinatura do contrato, ocorre no âmbito digital, desburocratizando a aquisição e eliminando barreiras logísticas que podem arrastar uma negociação por dias e até semanas.

A plataforma já está no ar para clientes de Belo Horizonte que queiram adquirir uma unidade no Residencial Orion e as atualizações serão constantes, ampliando as opções de novas funcionalidades e empreendimentos para outras cidades do país.

A plataforma já realizou a sua primeira venda, o que fez com quem as ações da companhia registrassem alta de 3,33% por volta das 13h30, chegando à variação máxima de 5,17%, sendo praticadas a R$ 21,15. O Ibovespa caía 0,41%.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.