Mercado

 Juros baixo impulsiona investimento em imóveis

investimento

 No Brasil, comprar imóvel como forma de investimento nunca foi recomendado por especialistas. Porém, com a queda das taxas de juros a níveis nunca vistos, isso começa a mudar. Uma combinação muito favorável de fatores deve impulsionar os preços e o crescimento do mercado imobiliário por vários anos, prevê o sócio responsável pela gestora do BTG Pactual, Allan Hadid.

Hadid enumera as razões que devem aquecer o mercado imobiliário: “taxa de juros baixa, inflação sob controle, retomada da economia e aumento de investimento privado, tudo isso somado a questões microeconômicas, como escassez de imóveis e ativos imobiliários diante da falta de lançamentos nos últimos anos, além de uma melhora na capacidade de financiamento dos consumidores.” 

” O crédito mais barato deve acelerar os negócios e a queda dos juros multiplica o mercado comprador”, pondera o diretor de soluções corporativas da JLL, Roberto Patiño. De fato, no período no qual a Selic estava em dois dígitos, o financiamento habitacional com recursos de poupança cobrava juros de 12% a 13% ao ano. Desde 2018, com a queda da taxa básica de juros (Selic), o crédito imobiliário ficou significativamente mais barato.

Mercado imobiliário é o mercado do setor imobiliário que negocia com terreno, bem como qualquer coisa construída neste dado terreno (como prédios, por exemplo).

Atuantes no mercado são, entre outros, as imobiliárias, que agem na intermediação de venda ou locação de imóveis, tais como, casas e apartamentos, salas e escritórios, bem como proceder a administração de imóveis locados, bancos que concedem créditos hipotecários e créditos de risco (subprime), advogados especializados em direito imobiliário, órgãos públicos envolvidos no registro de imóveis e na manutenção do cadastro e notários que formalizam juridicamente a vontade das partes envolvidas numa compra/venda de imóvel. Quem expressa a demanda do mercado imobiliário são os compradores de imóveis, também atuantes do mercado.

A queda do mercado imobiliária (especialmente a queda nos preços de imóveis) foi uma das razões da crise do subprime, uma crise financeira  desencadeada em 2008.

(Fonte: Valor)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.