Colunistas Newton Azevedo

Geração PP

Geração PP

 No momento de tantas incertezas, esses últimos anos têm deixado lições importantes para a nova geração que eu chamo de “Geração PP”, ou seja, Geração Pós Pandemia.

Ainda que tenhamos dúvidas sobre como e quando teremos este “Novo Tempo”, creio que algumas verdades podem ser consideradas irreversíveis e sem dúvida, nortearão, dentre outras, a Geração PP.

  • Cultura, lazer e saúde serão alicerces necessários na busca da esperança e melhor qualidade de vida;
  • Globalização e evolução digital impactarão a educação e a relação capital / trabalho;
  • Mudanças climáticas passarão a ser entendidas pela sociedade como uma questão em que ela tem ações e responsabilidades para assumir.

A COP 26, em novembro de 2021 – em Glasgow, terá visibilidade e gerará discussões na sociedade.

  • Água passa a ser real opção de investimento, gerando a necessidade de uma governança que atenda as boas práticas, tanto em relação à qualidade dos serviços, bem como as expectativas do mercado financeiro.

 A partir “das verdades” que expus acima, resolvi avaliar o impacto delas no atual momento brasileiro e perspectivas para o tema “Água / ESG”.

Na forma reduzida descrevo os 3 vetores que julgo definirão as ações da ‘Geração PP”:

  • Universalização dos serviços de água e esgoto;

O bom retorno ocorrido nos resultados alcançados nos últimos e recentes leilões mostraram que o novo marco, o modelo de negócios e o mercado, parecem ter encontrado um equilíbrio jurídico-institucional. Vêm mais leilões por aí!!!

  • Negócios Sustentáveis:

Bons negócios serão cada vez mais sustentáveis. Serviços e produtos, a qualquer preço, não serão mais aceitos pelo mercado e nem mais pela sociedade. A questão ESG nunca foi tão cobrada pelos investidores.

  • Recursos Humanos:

A retomada dos investimentos na área ambiental exigirá uma maior disponibilidade de recursos. Como exemplo, cito o setor de concessão de água e esgoto, cujo atual efetivo é de 350 mil empregos diretos e estima-se um crescimento de 50% nos próximos anos para que se obtenha a universalização dos serviços. A solução é conjugar experiências práticas, fundamentos técnicos focados e treinamentos híbridos presencial / à distância.

Tudo o que descrevi neste texto, espero esteja contribuindo para que a “Geração PP” possa enfrentar com sucesso este novo tempo.

Como diria Juca Pirama: “Meninos, eu vi!”.”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.