Mercado

Atividades da construção civil são liberadas em Porto Alegre

Decreto torna obrigatória a troca diária dos uniformes dos trabalhadores e reduz a circulação de pessoas em algumas áreas.

A Prefeitura de Porto Alegre liberou, na última quinta-feira (23), atividades relacionadas à construção civil. O decreto foi publicado numa edição extra do Diário Oficial do Município (Dopa). Já o decreto de calamidade pública, que proíbe a abertura de outros setores econômicos e grupos populacionais, está mantido até o dia 30.

Para funcionar, as atividades terão que seguir algumas determinações:

* Período de trabalho: das 9h às 16h;

* É obrigatória a troca diária de uniformes dos trabalhadores;

* A circulação de pessoas nos vestiários e refeitórios de canteiros de obras deve ser reduzida;

* Elevadores fechados devem ser limitados a uma pessoa por vez, além do operador;

* É obrigatório o monitoramento da temperatura corporal e de sintomas gripais nos trabalhadores;

* Entrada dos canteiros de obras e mesas das empresas deverão ter álcool em gel 70% à disposição;

* Empresas terão que fornecer máscaras de proteção facial para o deslocamento dos funcionários no transporte coletivo;

* De acordo com o Executivo, a decisão foi tomada após a confirmação do achatamento da curva de internações por coronavírus na Capital.

Créditos: Divulgação.

“A abertura será escalonada e se iniciará pelo setor que assina 4% das carteiras de trabalho da Capital, com renda média de R$ 1,8 mil, o que representa uma proteção a um segmento mais vulnerável, permitindo que as pessoas saiam para trabalhar e restabeleçam sua fonte de renda”, explica o prefeito Nelson Marchezan Júnior.

A construção civil tem cerca de oito mil microempreendedores individuais cadastrados em Porto Alegre, e gera quase R$ 80 milhões em impostos para o município.

Fonte: G1 RS.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *