Mercado

Produção de aço na China cresce 8,3% em 2019 e marca 2º recorde anual seguido

Aço

O maior país siderúrgico do mundo produziu 996,34 milhões de toneladas de aço bruto, um aumento de 8,3% em relação ao recorde anterior de 2018

PEQUIM (Reuters) – A produção de aço bruto na China subiu para um recorde de 1 bilhão de toneladas em 2019, impulsionada por um mercado imobiliário resiliente e uma demanda robusta, à medida que Pequim aumentou os gastos com infraestrutura em uma tentativa de enfrentar uma desaceleração do crescimento econômico.

Reuters é uma agência de notícias britânica, a maior agência internacional de notícias do mundo, com sede em Londres. Foi parte da Reuters Group Plc até 2008. Seu foco estava em tópicos econômicos, mas semelhantemente à Bloomberg ou Associated Press, também outras notícias. Depois da fusão com a canadense Thomson Group em 17 de abril de 2008, e a renomeação para Thomson Reuters, a agência continuou com sede em Londres.

O aço é uma liga metálica formada essencialmente por ferro e carbono, com percentagens deste último variando entre 0,008 e 2,11%. Distingue-se do ferro fundido,  que também é uma liga de ferro e carbono, mas com teor de carbono acima de 2,11%. O carbono é um material muito usado nas ligas de ferro, porém varia com o uso de outros elementos como: magnésio, cromo, vanádio e tungstênio. O carbono e outros elementos químicos agem com o agente de resistência, prevenindo o deslocamento em que um átomo de ferro em uma estrutura cristalina passa para outro. A diferença fundamental entre ambos é que o aço, pela sua ductilidade, é facilmente deformável por forja, laminação e extrusão, enquanto que uma peça em ferro fundido é muito frágil.

O maior país siderúrgico do mundo produziu 996,34 milhões de toneladas de aço bruto em 2019, um aumento de 8,3% em relação ao recorde anterior de 2018, mostraram dados da agência nacional de estatísticas nesta sexta-feira.

Em dezembro, a produção de aço da China subiu 12% na comparação anual, para 84,27 milhões de toneladas, maior nível desde agosto, de acordo com o departamento de estatística. A produção diária média de dezembro aumentou 1,5% em relação a novembro, para 2,72 milhões de toneladas, segundo um cálculo da Reuters com base em dados oficiais.

A demanda por aço na China permaneceu firme em 2019, apesar da segunda maior economia do mundo estar sob pressão devido à desaceleração do crescimento doméstico e uma amarga guerra comercial com os Estados Unidos

O mercado imobiliário foi mais resiliente do que o esperado, e uma pressão nos gastos com infraestrutura também alimentou a demanda por aço como material de construção vital.

O investimento imobiliário da China aumentou 9,9% em 2019 em uma base anual, superando um ganho de 9,5% em 2018.

(Com informações Reuters)

Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.