Enjoy

Instituto Tomie Ohtake apresenta a exposição “Vida Venturosa”

O Instituto Tomie Ohtake traz para São Paulo Yente – Del Prete. Vida venturosa, mostra organizada e apresentada no Malba – Museo de Arte Latinoamericano de Buenos Aires em 2022. A exposição retrata a vida do casal de artistas Eugenia Crenovich (1905-1990), conhecida como Yente, e Juan Del Prete (1897 – 1987), ressaltando a sinergia criativa de ambos e o vínculo amoroso como abordagem artística.

Durante mais de 50 anos, Yente e Juan Del Prete não só compartilharam a vida de casal, mas trocaram ideias sobre arte. Realizaram inúmeras exposições individuais e participaram de diferentes coletivas, porém nunca expuseram juntos. Esta exposição reúne-os pela primeira vez com uma seleção de mais de 150 obras, entre pinturas, esculturas, tapeçarias, desenhos e livros, entre as décadas de 1930 e 1980.

Como perfil, existem dois elementos constantes na produção do casal: o trânsito entre figuração e abstração, abrangendo diversos estilos. Yente e Del Prete se apropriaram das múltiplas correntes da Arte Moderna, utilizando os materiais como meios de experimentação.

As peças expostas são provenientes principalmente da Coleção Yente – Del Prete, dirigida por Liliana Crenovich (sobrinha da artista) e de importantes coleções privadas e públicas argentinas, como o Museu de Arte Moderna de Buenos Aires, Coleção Amalita, entre outras.

 

Imagem: Yente. Composição com curvas, 1947. Óleo sobre hardboard

 

Apesar das diferenças entre o casal – ele, um imigrante italiano instalado no bairro de La Boca e formado sob tutela dos pintores do bairro; ela, de Buenos Aires, graduada em filosofia e a caçula de uma família judia abastada de origem russa – , os dois percorreram um caminho de pesquisa artística conjunta, com diversas linguagens e materiais.

Nada do entorno dos artistas parece ter ficado sem exploração em seus trabalhos. Para além de posição crítica diante das modas, Yente e Del Prete tiveram empatia e flexibilidade para se deixarem atrair pelas diversas possibilidades que a visualidade abria. Segundo Malba María Amalia García, pesquisadora e curadora-chefe do Malba, em um constante ir e vir entre figuração e abstração, durante os anos de 1950 e 1960 abraçaram a experimentação pictórica, a colagem, a montagem de objetos e os têxteis.

As anedotas da arte argentina remetem à ‘gula’ de Del Prete para se referir à sua desenfreada produção. Yente, embora mais moderada, não foi por isso menos voraz.  “Sua obra se desdobrou em diversos suportes, não apenas se dedicou ao desenho e pintura, mas à escultura, expandindo seu trabalho aos têxteis, aos livros de artistas e ao trabalho de arquivo”, revela María Amalia García, pesquisadora e curadora-chefe do Malba.

A exposição, que foi aberta ao público no último dia 14, ficará em cartaz até 18 de fevereiro de 2024.

 

Yente – Del Prete. Vida Venturosa

Quando: Até 18 de fevereiro de 2024

De terça a domingo, das 11h às 19h – entrada franca

Onde: Instituto Tomie Ohtake

Av. Faria Lima 201 (entrada pela rua Coropé, 88) – Pinheiros/ SP

https://www.institutotomieohtake.org.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site é protegido por reCAPTCHA e pelo Googlepolítica de Privacidade eTermos de serviço aplicar.

The reCAPTCHA verification period has expired. Please reload the page.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.