Negócios

Construtoras aproveitam o incentivo da Caixa e adiam pagamento da entrada

A proposta é adiar as parcelas para junho de clientes que assinam o contrato em abril.

A pandemia do novo Coronavírus alterou as relações de trabalho e forçou todos os segmentos e se adaptarem. Apesar de algumas cidades optarem por adiar as obras, outras empresas aproveitam o incentivo da Caixa Econômica Federal para adiar prestações e retomar suas obras.

Em Curitiba (PR), uma incorporadora escolheu pausar as prestações de financiamento de imóveis novos por 180 dias, outras construtoras de Curitiba e região metropolitana estão adiando o recebimento das entradas.

“É uma forma de incentivar as vendas e dar mais fôlego para nossos clientes. Quem assinar contrato entre os dias 20 e 30 de abril, só começa a pagar em junho. Para os residenciais Monte Carlo e Park Royale, oferecemos ainda documentação grátis. Temos que nos unir nesse momento de quarentena e de incertezas para que os danos sejam os menores possíveis”, afirma Antonio Lage, co-presidente da empresa Valor Real.

Vale lembrar que os clientes da Caixa com financiamentos em curso podem solicitar ao banco o adiamento das prestações por 60 ou 90 dias, incluindo os juros de obras, bastando para isso acessar o app disponível para essa finalidade.

No início de abril desse ano, o vice-presidente da Caixa Econômica Federal, Jair Luis Mahl, anunciou medidas para atender ao setor da construção civil como pausa no pagamento de financiamento, antecipação de financiamento e alteração no cronograma das obras. O objetivo foi dar tranquilidade para o segmento e para os empregados da construção, ao manter ativo um setor relevante para a economia brasileira.

Obras retomadas em Curitiba e João Pessoa

Na primeira semana de abril o Sindicato da Indústria da Construção Civil de João Pessoa (Sinduscon-JP) deu sinal verde para a reabertura das obras na cidade que salientou que foi uma orientação e que fica a critério das empresas voltarem ou não ao trabalho. O presidente do sindicato, José William, ressaltou que os associados e colaboradores devem redobrar as atitudes de higiene pessoal e coletiva, tomar cuidado para ir e voltar do trabalho e os canteiros de obra devem intensificar a higienização.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.