Mercado

Petróleo desaba e derruba ações de bolsas no Exterior

Queda segue forte e arrasta ações do setor energético e aumenta aversão ao risco no mercado global.

O dia, 21/04, pode ser de feriado no Brasil, com a bolsa fechada por aqui, mas pelo mundo o mercado segue em atividade. Aliás, ele reage, um tanto mal, ao revés sofrido pelo petróleo que chegou a cair 300% e ficar com preço negativo na segunda-feira, para contratos de maio que se encerram hoje.

Na manhã desta terça, a commodity voltou a cair com força. Se ontem era só o petróleo WTI, negociado no Texas, que caía devido ao fim do contrato e excesso de produção, agora o tipo Brent, referência mundial comercializado pela Petrobras também segue ladeira abaixo.

Com uma demanda reduzida, só cerca de 30% do padrão, por conta do isolamento do coronavírus, a capacidade de estoque de barris está cada vez mais restrita. O excesso de oferta vem mexendo muito com o preço da commodity.

Ásia

Mulher vestindo máscara passa em frente a tela mostrando dados da Bolsa da Indonésia, em Jacarta, em dia de caos nos mercados mundiais. Créditos: Adek Berry/AFP.

 As bolsas de valores asiáticas fecharam em queda nesta terça-feira, também pela queda abrupta dos contratos de petróleo dos EUA:

Japão Nikkei -1.97%, a 19.280,78 pontos;

China continental Xangai -0.90%, a 2.827,01 pontos;

China continental, Shenzen composto – 0,82%, a 1.753,42 pontos;

Hong Kong HSI -2.20%, a 23.793,55 pontos;

Coréia do Sul, Seul, o Kospi -1% para 1.879,38 pontos;

Austrália, S&P/ASX -2,46%, a 5.221,30.

Europa

Crédito: Agência Brasil

 As bolsas europeias também sentem o reflexo da derrocada de preços do petróleo. Os preços das ações das gigantes petrolíferas BP, Shell, ENI, Repsol e Total SA caem entre 4% e 5%, enquanto o subsetor de petróleo e gás no índice Euro Stoxx 600 perde cerca de 4,0%.

Estados Unidos

Imagem: Bryan R. Smith/AFP

 Na pré-abertura da bolsa, os principais índices americanos estão em queda. Também em reflexo ao petróleo que afeta diretamente o setor energético do país.

Na abertura, o índice Dow Jones caiu 516 pontos, ou 2,2%, para 23.161 pontos. O S&P 500 recuou 1,9% e o Nasdaq caiu 1,3%.

Todos os três já haviam caído fortemente no início desta semana, com os preços do petróleo WTI (contrato de maio) se tornando negativos devido ao enorme excesso de oferta no mercado à vista e à iminência da total capacidade de armazenagem da commodity.

No Brasil

IBOVESP/2020.Créditos: Divulgação.

 Por aqui, segue o embate político. O presidente Jair Bolsonaro revogou medida provisória do Emprego Verde e Amarelo que estava prestes a caducar por falta de acordo no Congresso. O clima ainda é de tensão em Brasília, depois de recente troca de farpas entre membros dos três poderes.

A cada desentendimento entre Legislativo e Executivo, cenários como esse, em que não se aprova medidas e outras propostas do Planalto podem se tornar mais comuns. Sem o mínimo de harmonia, pautas importantes para a retomada do crescimento podem ser deixadas de lado e dificultar o restabelecimento da economia após o covid-19.

 Fonte: Valor PRO e agências de notícias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.