Mercado

Brasil Viável participa do evento do Sinduscon-SP e AsBEA-SP

Sinduscon-SP e AsBEA

No próximo dia 11 de agosto o Sinduscon-SP e a AsBEA-SP realizarão um evento para discutir os benefícios da Construção Industrializada para o Brasil e contará com a participação, na agenda, do movimento Brasil Viável – Construção Industrializada.

O seminário: Industrialização da Construção de Edifícios Residenciais é mais um passo importante rumo a uma construção civil industrializada.

Apesar das inúmeras iniciativas de várias empresas e profissionais do setor, a construção civil ainda está muito longe das métricas mundiais de produtividade dos setores mais desenvolvidos da indústria. Particularmente, no Brasil, que possui um déficit habitacional substancial e crescente, o registro de perda crescente de produtividade no setor é grave e exige uma resposta rápida. Cabe destacar que a construção off-site e modular têm ganhado relevância e escala no mundo todo, como resposta à necessidade de atender as demandas do crescimento populacional.  

Há várias iniciativas no Brasil na direção da industrialização, com empresas maduras, sobretudo voltadas para a pré-fabricação em concreto e em aço, além do surgimento e desenvolvimento de um número substancial de construtechs, que trazem no seu conteúdo, tecnologia, inovação e uma resposta eficaz aos ganhos de produtividade que o setor de construção civil brasileiro precisa atingir.

Além da necessidade de programas estruturados de infraestrutura social, habitacional, de transporte, saúde e educação, faz-se necessário o investimento nestas construtechs, que possuem bom potencial para acelerar os processos e a forma de construir das empresas do setor. Há, contudo, muitas barreiras a serem superadas, que impedem o avanço da construção industrializada e o movimento Brasil Viável atua exatamente nesta direção.

Com o objetivo principal de demonstrar os benefícios da industrialização na construção de edifícios residenciais, o SindusCon-SP e a AsBEA-SP convidaram especialistas do setor para debater sobre como a cadeia produtiva da construção poderá e deverá avançar para acelerar a industrialização da construção no País.

O evento acontecerá de forma híbrida, sendo o presencial para alguns convidados, palestrantes e patrocinadores, proporcionando um networking único, e virtual, sendo ainda aberto e gratuito ao público, com transmissão no YouTube.

Na agenda, além da participação de Paulo Oliveira, CEO da ARATAU Construção Modular, presidente do Conselho e coordenador do Núcleo de Conteúdo do C3 – Clube da Construção Civil, teremos presença da Profa. Ercília Hirota, da Universidade Estadual de Londrina (UEL), Laura Marcelini, representando o projeto do Ministério da Economia do governo federal Construa Brasil e Bento Vivacqua, da Town Maker.

No primeiro painel: “Panorama de Ações para a Industrialização”, o movimento Brasil Viável – Construção Industrializada participará, juntamente com o Construa Brasil e com a Aliança Construção Modular, debatendo as questões mais relevantes para a industrialização da construção e destacando que ações estão em andamento e ainda, quais serão os próximos passos. Jose Marcio Fernandes, vice-presidente da Tecverde representará o movimento Brasil Viável, neste primeiro painel.

O evento conta com patrocínios de diversas empresas, dentre elas a Kingspan Isoeste (empresa patrocinadora do C3), Urbic (empresa associada ao C3) e CMC Modular (empresa apoiadora do movimento Brasil Viável).

Evento:

Industrialização da Construção de Edifícios Residenciais

Data: 11 de agosto de 2022
Horário: 14h às 18h45
Local: Transmissão ao vivo pelo YouTube

Inscrições: clique no link.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site é protegido por reCAPTCHA e pelo Googlepolítica de Privacidade eTermos de serviço aplicar.

The reCAPTCHA verification period has expired. Please reload the page.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.