Mercado

10º Summit da Construção Civil debate sobre desafios do setor construtivo

Foi realizada ontem, 14/08, no auditório do Grupo Tribuna, a décima edição do Summit da Construção Civil que reuniu especialistas, empresários e entidades do mercado para discutir os cenários atuais e futuros da construção civil nacional.

Com a abertura conduzida pelo novo presidente da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), Renato Correia, a programação da décima edição do Summit da Construção Civil contou com uma série de palestras e painéis que abordaram temas essenciais para a evolução e expansão do setor AEC, como “A relação entre projetos de construção e infraestrutura urbana”, “Reforma Tributária, Taxa Selic e Cenários Econômicos”, “O impacto da tecnologia no futuro do emprego”, “Smart cities: mobilidade urbana e outros desafios”, “Retrofit: como e quando fazer” e “Construtechs: do projeto à entrega”.

Em sua fala de abertura, o presidente da CBIC destacou a relevância do setor da construção civil para a sociedade, frisando seu papel na resolução de problemas fundamentais como habitação, saneamento e mobilidade, além da importância da organização e eficiência do setor, que demandam previsibilidade, segurança jurídica e taxas de juros adequadas para o seu pleno desenvolvimento.

Discursando também durante o evento, o presidente da Associação dos Empresários da Construção Civil da Baixada Santista (Assecob), Mateus Teixeira, ressaltou que: “A construção civil é um dos segmentos que mais influenciam a região, não só pela geração de empregos, mas também pela relação de tributos, com recursos gerados para as prefeituras. O desenvolvimento dos municípios está completamente ligado ao comprometimento e à dedicação da construção civil”

Representantes da Sabesp e da CPFL Piratininga também estiveram presentes durante a programação, ouvindo as preocupações dos empresários do setor, que muitas vezes precisam assumir obras de adequação das redes de esgoto e energia elétrica para ter seus projetos aprovados por concessionárias e empresas do setor público. A proximidade entre as entidades públicas e privadas foi destacada como um elemento fundamental para promover o desenvolvimento harmonioso e a superação de obstáculos.

Ao contemplar uma ampla gama de temas, desde economia até tecnologia e desafios regionais, a 10ª edição do evento ofereceu uma visão panorâmica das tendências e oportunidades que moldarão o horizonte futuro do setor, exigindo resiliência e constante atualização por parte dos principais players da indústria.

 

Foto: Vanessa Rodrigues | A Tribuna

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site é protegido por reCAPTCHA e pelo Googlepolítica de Privacidade eTermos de serviço aplicar.

The reCAPTCHA verification period has expired. Please reload the page.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.