Mercado

Concurso “Students Reinventing Cities SP” divulga projetos vencedores

A Prefeitura de São Paulo anunciou na última quinta-feira, 31/08, os projetos vencedores da premiação “Students Reinventing Cities São Paulo” que reuniu estudantes de arquitetura e urbanismo de todo o mundo para apresentar propostas de requalificação para a emblemática Praça da Bandeira, localizada na intersecção das Avenidas 9 de Julho e 23 de Maio, englobando um dos principais fluxos de deslocamento entre as zonas sul e norte da capital paulista.

Integrante do concurso internacional “StudentsReinventingCities 2023” promovido pela Rede Global C40 Cities, a premiação brasileira foi a única representante da América Latina na competição, que propõe estimular o debate sobre a revitalização sustentável de espaços urbanos ao redor do mundo. Nesta edição o concurso internacional premiou propostas de projetos para espaços de 12 cidades: Amã, Barcelona, Chengdu, Durban, Freetown, Lisboa, Melbourne, Milão, Nova Orleans, Roma, Zhenjiang e São Paulo.

Realizada em parceria com a São Paulo Urbanismo, Associação Comercial de São Paulo (ACSP) e Associação Brasileira dos Escritórios de Arquitetura (AsBEA-SP), a premiação ocorreu no auditório da ACSP e contou com a presença de autoridades, representantes das instituições parceiras e os próprios estudantes participantes.

Composta por alunos do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo (IFSP), a equipe “Anhangá-ba-y,” foi a vencedora do concurso ao destacar princípios de sustentabilidade, integração e conexão em um projeto de revitalização da Praça da Bandeira que focava em promover conexões humanas e ecológicas. Entre as propostas da equipe, estão a criação de calçadas amplas e acessíveis, o resgate dos córregos a céu aberto, a valorização da flora nativa e a promoção do bem-estar e da preservação ambiental. O projeto vencedor recebeu um certificado oficial e terá uma campanha de divulgação e um vídeo oficial elaborados pela instituição global C40.

Em outro trabalho notável inscrito no concurso, o projeto da equipe “Estúdio ArqBio,” formado por estudantes da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Paulista (UNIP) recebeu uma menção honrosa ao propor a requalificação do Terminal Bandeira, a criação de um parque linear, a ampliação do passeio público e a construção de passarelas para priorizar e valorizar os pedestres.

 

Intervenção prevista pelo Estúdio ArqBio | Crédito: Assessoria de Imprensa | SP Urbanismo

 

Ao longo do processo, a etapa nacional recebeu 19 inscrições, com seis projetos sendo selecionados para a competição internacional. Representando a C40 durante o evento, o Diretor Sênior da instituição, Matheus Ortega, destacou a importância do concurso ao encorajar estudantes a planejarem, cada vez mais, as transformações nas cidades:

“A C40 preza muito em incluir os jovens em pensar as cidades do futuro. O propósito deste concurso é juntar as universidades e os estudantes para poderem reimaginar uma cidade de amanhã mais sustentável, com mais áreas verdes e mais saudável para todos”, declarou.

O presidente da São Paulo Urbanismo, Cesar Azevedo, destacou a importância do debate com os jovens para o desenvolvimento de uma cidade melhor para todos, além do destaque que a cidade de São Paulo possui:

“Só conseguimos construir uma cidade resiliente, democrática, sustentável e segura ouvindo as pessoas que vivem a cidade. Neste concurso recebemos até um trabalho de estudantes de Roma, o que mostra, mais uma vez, que a atenção do mundo está voltada para São Paulo”, declarou.

 

Fonte e Imagens: Assessoria de Imprensa | SP Urbanismo | Divulgação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site é protegido por reCAPTCHA e pelo Googlepolítica de Privacidade eTermos de serviço aplicar.

The reCAPTCHA verification period has expired. Please reload the page.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.