Material

Virada de ano apresenta aumento nas vendas de materiais de construção

No primeiro semestre, os itens mais procurados são os que se classificam como materiais básicos. Já no segundo, produtos para acabamento estão entre os mais vendidos

 

Planejar é um passo essencial para quem quer executar uma reforma sem gastar mais dinheiro e tempo do que o previsto com a obra. Para alcançar o resultado esperado é preciso definir qual o objetivo dos reparos e quais ambientes serão modificados, afim de evitar intercorrências repentinas durante o projeto. Além disso, outra atitude importante é a de dividir o processo em etapas para manter a organização e otimizar o tempo.

De acordo com Hiroshi Shimuta, diretor presidente da Nicom Comércio de Materiais para Construção, o período entre o final do ano e o início do próximo apresentam historicamente um aumento no fluxo de vendas de materiais para construção. “No primeiro semestre, o consumidor procura por materiais básicos como areia, pedra e cimento. Já no segundo período, onde percebemos uma média de 30% no aumento das vendas, os itens mais vendidos são produtos para acabamento como impermeabilizantes, tintas, portas, janelas e telhas, que possuem mais valor agregado”, explica o executivo.

Além da parte estética de uma casa, é importante se atentar a estrutura, já que essa é uma parte fundamental para a saúde dos moradores. Alguns problemas respiratórios como rinite, sinusite e bronquite, podem ter o quadro piorado devido ao contato com mofo e bolor, causados por infiltração e umidade. “Temos a missão de ressaltar a importância de uma efetiva impermeabilização, como é uma etapa da obra que fica por baixo do acabamento, às vezes acaba sendo menos priorizada pelos consumidores. O passo é tão fundamental para a qualidade da edificação quanto para a saúde dos moradores, por isso deve ser incluído no planejamento da reforma, conclui Rodrigo Silva, gerente de Marketing da Sika, empresa especializada em produtos químicos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *