Mercado

Torre de Xangai, um desafio para engenharia

Xangai

A engenharia é capaz de realizar os feitos mais incríveis e neste ano foi inaugurado o J Hotel, que fica no topo da Torre de Xangai. Com 632 metros de altura, superou o Gevora de Dubai, com 356 metros no ranking dos hotéis mais altos do mundo.

A torre de Xangai é organizada com nove edifícios cilíndricos empilhados em cima uns dos outros, delimitada pela camada interna da fachada de vidro. Entre esta camada exterior, que torce como se levanta, nove jardins interiores em diferentes níveis fornece um espaço público para os residentes de Xangai.

O desenho da fachada de vidro é descrito para ser capaz de reduzir as cargas de vento sobre o edifício em 24%, o que significa também o uso de menos materiais de construção e além disso o recurso de torção irá coletar água da chuva para ser utilizada para o condicionamento da torre de ar e sistemas de aquecimento. Ambas as camadas da fachada são transparentes e além do varejo também existe um espaço de eventos na base da torre.

A Torre de Xangai já conseguiu bater três recordes do Guiness: tem o elevador mais rápido, o que consegue ir até maior altitude e o mais veloz a transportar o maior número de pessoas. O elevador consegue transportar as pessoas a uma velocidade de 20,5 metros por segundo.

O hotel

Com 165 acomodações, o “J Hotel”, pertence ao grupo Jin Jiang International Hotels, propriedade majoritária do Estado chinês.

Os quartos ficam entre os 86° e 98° andares, e variam de 61 metros quadrados a 380 metros quadrados. Uma das principais suítes é a Jinjiang, de 210 metros quadrados, com um janelão de 180 graus, que oferece uma das melhores vistas para Xangai.

O restaurante situado no 120° andar e a piscina no 88° andar são algumas das principais atrações.

Quer saber mais? Assista ao vídeo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.