Mercado

Tecnologia traz soluções para construção civil e mercado imobiliário de SC

Mercado da construção se tornou mais produtivo graças às inovações tecnológicas.

Se nas finanças, na medicina e na educação a tecnologia passou a ter um papel fundamental nos últimos anos, na construção civil não poderia ser diferente. Não faz muito tempo que o setor começou a aderir a soluções para otimizar processos da área. Os sistemas desenvolvidos para a otimizar as inúmeras etapas da construção ainda são tão recentes quanto a adesão do mercado a eles. Mas, ao que tudo indica, a tecnologia voltada para a construção chegou para ficar e, nos próximos anos, deve crescer cada vez mais.

O movimento deste mercado nos últimos anos e até mesmo para o volume de investimentos que vêm sendo captados, hoje só perdemos para os mercados de fintechs. Há um potencial muito grande para o mercado de construção e inúmeras oportunidades de aprimorar e gerar mais valor — comenta Lucas Freitas, head de construção civil da Senior Sistemas.

Nesse cenário, as construtechs começaram a ganhar força. O termo se refere às startups que surgem com o intuito de solucionar problemas relacionados à transformação digital em diversas etapas da cadeia de valor da construção civil.

Hoje, só no Brasil já existem mais de 560 construtechs. A maioria dessas empresas se propõe a encontrar formas de baratear obras, agilizar processos, aumentar a produtividade ou melhorar a comunicação entre todas as partes interessadas – de clientes a corretores imobiliários e investidorea.

As soluções desenvolvidas pelas construtechs não se limitam aos canteiros de obras, já que podem ser voltadas a resolver problemas de qualquer empresa ou profissional do setor – de construtoras a empreiteiras, imobiliárias, escritórios de arquitetura e engenharia e até mesmo órgãos governamentais relacionados à cadeia da construção.

Para acompanhar a necessidade deste mercado de se adaptar e tomar decisões mais precisas, as construtechs propõem soluções que fazem uso de recursos como a inteligência artificial, a automação e a criação de bases de dados digitais. E as empresas do ramo têm acompanhado esse movimento.

As empresas vêm investindo em soluções para que o cliente tenha acesso a todos os pagamentos, aos avanços físicos do imóvel, sempre olhando para o fato de que a aquisição de um imóvel é um sonho de vida para muitas pessoas — acrescenta Freitas.

Soluções integradas trazem informação para empresas e consumidores

Créditos: Divulgação.

Um exemplo de solução que tem sido implementada com cada vez mais frequência pelas construtoras é o uso de sistemas de gestão integrados (os ERPS). A proposta é reunir em um só lugar todas as informações que são necessárias para o bom andamento dos negócios, facilitando a tomada de decisões, o acesso a informações essenciais por todas as áreas da empresa, aumentando a produtividade e o controle de todos os processos.

O software da Senior Construção, por exemplo, propõe reunir em um só lugar todos os dados e processos que uma incorporadora ou construtora precisa para funcionar – independentemente do tipo ou porte da obra ou empreendimento. Seja na construção civil, seja na incorporação ou urbanismo, a solução dispõe de uma série de produtos e funcionalidades que impulsionam a capacidade produtiva e ampliam a visão estratégica da empresa.

O intuito da solução, de acordo com Freitas, é facilitar o gerenciamento de cada etapa da obra com agilidade e precisão, evitando desperdícios, erros e imprevistos.

Fonte: Site Nsctotal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.