Mercado

Seconci e Sinduscon de Florianópolis (SC) reforçam atuação nos canteiros de obras na pandemia

Técnicos e responsáveis acompanharam de perto o retorno gradativo das atividades na construção civil.

O Serviço Social da Indústria da Construção Civil (Seconci), completa 23 anos de atuação na Grande Florianópolis (GF) no dia 31 de julho, em meio a um grande desafio para o setor em razão da pandemia do coronavírus, mas também de muito trabalho de conscientização junto aos trabalhadores dos canteiros de obras.

“O Seconci Grande Florianópolis antecipou-se às medidas oficiais e imediatamente adotou e promoveu ações de proteção nos canteiros de obras, com demonstrações práticas de protocolos de prevenção sanitária contra o novo coronavírus”, destaca o presidente do Seconci-GF, Marco Aurélio Alberton.

Além de ações nas obras, com todos os cuidados necessários de distanciamento e de proteção, o Seconci ainda deu suporte disponibilizando a empresas do setor informações e cartazes, em meios físico e digital, vídeos com informações, além de orientá-los em casos de registro ou suspeita de casos de Covid-19. Também elaborou um roteiro para facilitar o controle das diretrizes e medidas utilizadas pela empresa para minimizar os efeitos da pandemia.

Mais de 3 mil operários de pelo menos 130 empresas já foram diretamente beneficiadas por orientações de saúde e segurança. Créditos: CBIC.

“Intensificamos o Programa Obra Mais Segura que é realizado pelo Seconci desde 2019, em parceria com o Sistema Fiesc/Sesi, e que visa promover maior segurança nos canteiros de obras”, explica Alberton. “Neste momento, além das ações de capacitação previstas, o programa tem servido de instrumento para disseminar informações entre as empresas, com foco no enfrentamento da Covid-19 dentro dos canteiros de obras”, acrescenta.

Para as visitas aos canteiros de obras, o Seconci montou equipes multidisciplinares formadas por colaboradores administrativos e técnicos das áreas de saúde e segurança. Foram aplicados checklist para cumprimento de medidas preventivas e para adoção de boas práticas pela equipe de segurança; feitas orientações sobre uso contínuo e higienização de máscaras, EPIs, uniformes, além de verificação de temperatura corporal e realização prática de lavagem das mãos pela equipe de saúde, e na ocasião as empresas ainda receberam materiais para implementação das medidas preventivas e cartazes para frentes de trabalho.

Outros itens analisados foram os de segurança, quando as equipes avaliam as condições das obras e reforçam a necessidade de cuidar da saúde e também de manter o ambiente de trabalho seguro. “O objetivo maior é salvaguardar a saúde e segurança dos colaboradores que não se afastaram do trabalho, bem como dos usuários de seus serviços”, ressalta o presidente do Seconci.

Fonte: CBIC.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.