Mercado

Ano de 2020 – Resultados trazem perspectivas para diversos setores.

Ano de 2020

O ano de 2020 não será esquecido! E no mercado da construção civil vamos continuar sentindo o reflexo destas mudanças. Os resultados de muitas empresas estão em fechamento, mas alguns pontos valem para ficarmos atentos para entender qual o próximo passo.

Imóveis de luxo

Tendência que já vinha sendo observada desde o 2º. semestre, o crescimento de vendas e locação do mercado de luxo trouxe uma nova realidade para o país.

O crescimento de vendas deste setor se reflete na quantidade de lançamentos realizados. Condomínios de luxo, com toda infraestrutura, mas localizados no interior ou em áreas de praia tem sido o foco principal dos consumidores.

Até mesmo a locação destes imóveis vem sendo disputada de forma antes nunca vista.

Esta semana o Grupo Patrimar, construtora e incorporadora mineira de imóveis de luxo, informou ao mercado que bateu recorde de vendas em 2020. Lançou mais de R$ 730 milhões em Valor Geral de Vendas e espera novos recordes para este ano.

Outras empresas seguem no mesmo caminho, focando no novo mercado.

Imóveis Comerciais.

Por outro lado no ano de 2020, a venda de andares comerciais tem sido um grande desafio. Algumas companhias ainda estão atuando de forma remota, outras diminuíram sensivelmente suas operações de forma local, impactando na locação e venda do setor.

No final do ano passado a Avenida Faria Lima e seus arredores, em São Paulo, para muitos a joia da coroa, considerada o ponto mais valorizado da cidade, viu seus escritórios esvaziados e empresas devolvendo andares inteiros.

Nada fácil a vida de quem tem imóveis na área. Em dezembro, o Itaú devolveu um prédio inteiro, o WTorre, na esquina da Rebouças com a Marginal Pinheiros. Outros edifícios que já estavam com seus andares negociados, precisaram renegociar valores uma vez que as empresas mudaram seu mindset.

Neste sentido, o mercado aguarda ansioso pela vacinação e pelo retorno das atividades a um patamar mais próximo do normal possível para conseguir voltar a crescer neste segmento.

Galpão Logístico

“Enquanto uns choram, outros vendem lenços.” A frase se aplica quando pensamos no contraste entre os setores. Por conta da pandemia, que levou o e-commerce a um nível de crescimento jamais esperado. Com isto a necessidade de galpões para suporte logístico das operações cresceu de forma impactante. Destaque para a cidade de Jundiaí, que tem sido procurada pelas principais empresas do setor para criação dos seus Centros de Distribuição.

Vamos acompanhando!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.