Colunistas Leandro Martorani

Quais são os principais destinos escolhidos por investidores de imóveis internacionais?

Por Leandro Castaño Martorani

 

Imagina você estar em Veneza e ao invés de pegar um vaporetto para o hotel, você o usa para chegar na sua própria casa? Isto é investimento. E atualmente, um dos mais frequentes, pois cada vez mais as pessoas buscam por aconchego característico de seu próprio lar em países internacionais.

Adquirir imóveis como forma de investimento pode parecer, de início, um bicho de sete cabeças. Mas não é. Com as informações certas em mãos e bons profissionais auxiliando nas escolhas, garanto que é possível e, digo até mais, completamente viável investir no mercado imobiliário no exterior e ampliar seus rendimentos.

Digo isso por conhecimento e por estar nesse mercado há muitos anos. A busca por imóveis em outros países pelos brasileiros se torna cada vez mais comum e os números são bastante interessantes: de 2007 a 2017 esse tipo de investimento aumentou 240%!

Esses dados são do Banco Central e ajudam a entender melhor o perfil desse investidor, assim como meu último texto publicado por aqui: “Quem são os clientes por trás dos imóveis internacionais”. Este artigo trouxe uma breve descrição de grupos de clientes, entre eles o de investidores, que estão interessados no ROI, na valorização do imóvel.

Para eles, as características e a localização são pontos secundários. Claro, eles também buscam por um destino que lhe encha os olhos, principalmente se ele oferecer atrativos que evidenciem ainda mais a região, como pontos turísticos, acessibilidade e polo gastronômico, por exemplo. Ter em mente esta definição nos ajuda a entender de modo mais prático o mapa dos investidores.

Famílias que desejam ter sua casa própria no exterior se destacam, principalmente em lugares como Orlando e Miami. Os dados mostram que os Estados Unidos, aliás, é o país que mais recebe investimentos imobiliários dos brasileiros. O que mais percebo geralmente é que o perfil de pessoas que têm filhos e netos, e que vão com frequência se divertir nessas cidades da Flórida, costumam se interessar por esse tipo de aquisição.

Depois dos EUA, Portugal também está entre os países que mais recebem investimentos em imóveis feitos por brasileiros. Outros países da Europa, como a Itália, por exemplo, também estão no foco de investidores, tudo graças ao potencial turístico desses lugares. Mas o mapa de investimentos se atualiza diariamente, e já noto um pequeno, mas significativo, interesse em países da América Latina, como o Uruguai, que atrai compradores por possuir um mercado de alto padrão.

O potencial turístico, além disso, é um fator bem interessante para ser levado em consideração. Ter a sua própria casa de férias em lugares como Veneza, Porto, Orlando, Miami e muitos outros é uma grande vantagem. Hospedar-se em sua própria casa, não depender da variação de preços de hospedagem na temporada e, ainda, garantir uma renda extra alugando as casas durante o período que não estão sendo utilizadas é um dos maiores atrativos para esses investidores.

Alguns outros fatores tornam esse negócio ainda mais interessante como a segurança econômica e jurídica de países no exterior e o retorno obtido por moedas que valem mais do que o real. Mas uma dica que dou é escolher os melhores profissionais e empresas para acompanhar o investidor na escolha do imóvel ideal. Nós, por exemplo, buscamos avaliar variáveis importantes na indicação dos imóveis, como quanto ele pode render por mês e, até mesmo, quanto custará com as despesas mensais, caso não haja um inquilino. Assim como qualquer aquisição de imóvel no Brasil, os investimentos no exterior também precisam ser muito bem avaliados e questões como localização e infraestrutura precisam estar no radar.

Além de buscar por orientação de profissionais especializados no mercado de imóveis internacionais, é interessante conversar com conhecidos e amigos brasileiros que possuem casa no exterior. E uma dica: não troque ideias sobre imóveis apenas com aqueles que investiram no país de seu interesse, busque diversificar suas fontes de informações.

Assim, será possível ter uma visão mais ampla se o local escolhido por você e sua família realmente atenderá todas as expectativas e se trará os retornos financeiros esperados. E para quem busca rentabilizar seus imóveis no exterior, recomendo operar seus investimento como short term . Não sabe o que? Eu explico.

Short term (ou short term rental ) basicamente são os aluguéis de temporada, que diferente dos contratos convencionais, há opções por dia, semana ou mês, quem realiza viagens a negócios, estudos ou turismo sempre busca por esse tipo de moradia temporária. Com a alta rotatividade, o imóvel pode sofrer danos, mas esse modelo de negócio transforma o seu investimento em uma renda de alta lucratividade.

Com todas as informações que compartilhei acima com vocês fica nítido que o mapa de investidores se concentra em países da Europa e Estados Unidos, mas claro, há exceções. Por isso, especialistas sobre imóveis internacionais se mostram relevantes para direcionamentos dos destinos mais apropriados para investir seu dinheiro e experiência.

Sempre com sensatez, criando e firmando relacionamentos baseados em confiança e conhecimento do mercado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *