Enjoy

O Céu da Meia Noite

Céu

“O Céu da Meia-Noite” com certeza já fez parte da sua lista de filmes, mas você sabia que ele tem um “ar brasileiro’?

Sim, a inspiração para o cenário deste filme foi a nossa estação na Antártida. A Estação Comandante Ferraz foi projetada por arquitetos brasileiros do escritório Estúdio 41 de Curitiba, que ganharam um concurso internacional.

Reinaugurada no final de 2020, o projeto apresenta características interessantes, como a questão dos materiais adotados que preferencialmente foram aqueles que permitem atender aos diversos fatores de desempenho ambiental gerados pela implantação de um edifício na Antártica.

Céu
Crédito: Divulgação

As estruturas principais são pensadas em aço de alta resistência à corrosão e ao clima frio, tratado de maneira a minimizar a necessidade de manutenção. Destaque para o processo de pré-fabricação e industrialização de componentes construtivos, mostrando como nossa indústria da Construção Modular está pronta para grandes desafios.

O filme de ficção científica dirigido e estrelado por George Clooney, ‘O Céu da Meia-Noite’, é baseado  no livro ‘Good Morning, Midnight‘, de Lily Brooks-Dalton e conta a história do Dr. Augustine Lofthouse, um cientista que fica para trás em um observatório no Círculo Polar Ártico depois que a maioria da humanidade evacuou o planeta ou se escondeu no subsolo após um evento apocalíptico em 2049.

Céu
Crédito: Divulgação

Sua missão é informar a um grupo de astronautas que não existe mais o planeta Terra que eles estão procurando e ao mesmo tempo lidar com suas dores pessoais.

Apesar de parecer dramático, o filme tomou contornos mais leves quando a atriz inglesa Felicity Jones, uma das protagonistas do filme, trouxe a informação da sua gravidez. Esta nova realidade mudou muito do roteiro que incorporou rotinas do dia a dia, como a escolha do nome do bebê pelo time.

Céu
Crédito: Divulgação

Afinal uma nova vida sempre é sinal de esperança, não é mesmo?

Um filme reflexivo para o nosso momento, necessário e mais ainda que nos questiona sobre como temos utilizado nosso tempo.

Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.