Mercado

No Sudoeste, setor da construção civil cresce 9,2%

Em julho de 2019, de acordo com o Ministério do Trabalho e Emprego, as contratações com carteira assinada nas obras superaram as demissões pela primeira vez em 33 meses.

 

No Brasil, a construção civil é considerada o “termômetro da economia”. São 13 milhões de pessoas trabalhando na cadeia, segundo estimativas e, quando o setor começa a ter resultados positivos, é sinal de que o país está retomando o crescimento. Em julho do ano passado, de acordo com o Ministério do Trabalho e Emprego, as contratações com carteira assinada nas obras superaram as demissões pela primeira vez em 33 meses.

No Paraná, os números são positivos em comparação a 2018. E melhores ainda na região Sudoeste. Segundo o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Paraná (Crea-PR), houve aumento no número de registros de serviços. Com base nas Anotações de Responsabilidade Técnica (ARTs), o Estado teve crescimento de 6,3% em todas as modalidades; na Regional Pato Branco, que compreende os municípios sudoestinos, o índice foi de 7,7%.

Especificamente na modalidade Engenharia Civil, o crescimento no número de ARTs foi de 9,2% no Sudoeste, no ano passado. Analisando apenas o segundo semestre, o aumento foi ainda maior, 20,6%. O incremento acentuou-se ainda mais nos últimos quatro meses de 2019, com percentual de 30,4%, comparando com o mesmo período de 2018. O crescimento da quantidade de serviços de Engenharia Civil divulgado pelo Crea-PR mostra projeção positiva para a modalidade em 2020.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *