Mercado

No Ceará, setor da construção civil tem a maior diferença salarial entre admitidos e desligados

setor da construção civil
Foto: Fábio Lima

Construção civil é um dos principais setores industriais do País. A função da construção civil é ajudar a desenvolver o bem estar da sociedade, preservando o meio ambiente, por meio de obras de engenharia civil nos segmentos de infraestrutura e edificações.

Construção civil é o termo que engloba a confecção de obras como casas, edifícios, pontes, barragens, fundações de máquinas, estradas, aeroportos e outras infraestruturas, onde participam engenheiros civis e arquitetos em colaboração com especialistas e técnicos de outras disciplinas.

Os termos construção civil e engenharia civil são originados de uma época em que só existiam apenas duas classificações para a engenharia sendo elas civil e militar, cujo conhecimento, por exemplo de engenharia militar, era destinada apenas aos militares e a engenharia civil destinada aos demais cidadãos. Com o tempo, a engenharia civil, que englobava todas as áreas, foi se dividindo e hoje conhecemos várias divisões, como por exemplo a engenharia elétrica, engenharia mecânica, engenharia química, engenharia naval, etc. Exemplos como engenharia naval, dão origem à construção naval, mas ambas eram agrupadas apenas na grande área da civil.

Na engenharia e na arquitetura, a construção é a execução do projeto previamente elaborado, seja de uma edificação ou de uma obra de arte, que são obras de maior porte destinadas a infraestrutura como pontes, viadutos ou túneis. É a execução de todas as etapas do projeto da fundação ao acabamento, consistindo em construir o que consta em projeto, respeitando as técnicas construtivas e as normas técnicas vigentes.

No Brasil, o termo reforma é o mais utilizado quando se trata de fazer alguma ampliação, inovação, ou restauração, ou apenas uma pintura, ou a troca de um piso cerâmico de um imóvel, seja comercial, industrial ou residencial. Os termos construção e obra também são utilizados.

Enquanto metade dos contratados recebiam menos de R$ 1,2 mil, os demitidos ganhavam menos de R$ 1.240

Em 2019, no Ceará, a construção civil foi o setor que apresentou a maior diferença entre os salários dos trabalhadores admitidos e desligados. De acordo com o Núcleo de Dados do Sistema Verdes Mares, enquanto metade dos contratados da construção civil recebia menos de R$ 1,2 mil, os demitidos ganhavam menos de R$ 1.240, uma diferença salarial de R$ 40.

O setor de serviços foi o segundo segmento que apresentou maior variação, de R$ 24. Os admitidos recebiam no ano passado R$ 1.070. Já os desligados ganhavam menos de R$ 1.094.

Em seguida, aparece o comércio. Neste setor, metade dos trabalhadores contratados no ano passado ganhava menos de R$ 1.059, enquanto que 50% dos demitidos no Estado recebiam menos de R$ 1.077.

O único setor em que a metade dos trabalhadores admitidos teve remuneração maior do que os desligados foi na extrativa mineral. Neste segmento, 50% dos contratados ganhavam R$ 1,2 mil, enquanto que os desligados, R$ 1.136,50.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.