Negócios

Minimalismo, combina com você?

minimalismo

Na semana do aniversário de Elon Musk, vamos falar sobre minimalismo.

Você sabia que apesar dos números impressionantes de suas empresas, o bilionário Elon Musk decidiu vender suas mansões e morar com sua esposa e filho em uma casa construída de 37m2?

Para muitos de nós está opção é um tanto radical, quase claustrofóbica a ideia de se imaginar vivendo numa área tão restrita que não conseguimos nem mesmo pensar em como seria esta migração de espaços muito grandes para espaços reduzidos, mas o segredo é como tornar este espaço funcional.

O movimento minimalista surgiu no final da década de 1950 em Nova York e trouxe algumas lições para nós. Talvez a mais importante de todas é que menos é mais. Por isso pensar na funcionalidade dos objetos é de vital importância para este estilo de vida, já que o espaço deve ser valorizado na sua essência que por sua vez reflete as características de quem vai utilizar.

Não precisamos ser tão radicais quanto Elon Musk. A dica é migrar aos poucos, já que desapegar de tudo pode ser muito complicado. Escolha um cômodo da casa e divirta-se.

E como aplicar minimalismo na sua casa?

  1. Ambientes claros e arejados é o inicio de tudo, aproveite um quarto pequeno para iniciar seu projeto.
  2. Escolhido o ambiente é hora de analisar os móveis. Eles têm alguma razão para estar por ali? Lembre-se que no minimalismo os móveis precisam ser funcionais.
  3. Quanto as cores mais indicadas para uma casa minimalista são aquelas que transmite tranquilidade, limpeza e luminosidade.
  4. Os tons neutros e claros, incluindo bege, cinza, branco e suas variações. Mas isso não impede de você colocar cor. Móveis, quadro, detalhes que podem trazer mais calor ao ambiente.
  5. Uma dica muito útil para ambientes minimalistas é a correta utilização dos espelhos. Eles podem tanto ajudar a ampliar a sensação de espaço, como ajudar a difundir a luz no ambiente.
  6. Com o cômodo já pronto com móveis e cores, hora de colocar suas coisas. Aí vale uma peneira no que realmente é importante para o espaço. Faça uma avaliação do que realmente você precisa para ser feliz. Sim, minimalismo é também um caminho para felicidade.

Se quiser conhecer mais sobre este estilo de vida, assista a palestra de Graham Hill no TED ou leia “ A casa minimalista” de  Joshua Becker. 

Com certeza vale a reflexão!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.