Material

Governo retoma obras de saneamento integrado na Baixada Fluminense/RJ

obras de saneamento integrado
O ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, inaugurou segunda-feira (3) trechos de obras de dois sistemas de saneamento integrado no município de Belford Roxo, Baixada Fluminense, que incluíram ações de pavimentação, instalação das redes de esgoto e de microdrenagem.
O primeiro sistema, localizado no bairro Shangrilá, recebeu R$ 8,9 milhões da União desde o início do ano passado. Para o segundo sistema, nos bairros São Leopoldo e Pauline, foram repassados R$ 10,6 milhões no mesmo período. A construção dos dois sistemas contará com recursos federais no total de R$ 58 milhões e beneficiará um total estimado de 90 mil pessoas. A segunda etapa das obras já foi contratada, adiantou o ministro.Governo retoma obras de saneamento integrado na Baixada Fluminense/RJ 1Governo retoma obras de saneamento integrado na Baixada Fluminense/RJ 2

Brasília (DF) – A cidade de Belford Roxo, no Rio de Janeiro, vai receber R$ 1,9 milhão do Governo Federal, por meio do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), para investir em saneamento básico. Os recursos serão usados em obras de saneamento integrado nos bairros Shangrilá, Pauline e São Leopoldo.

Este é o terceiro repasse para a cidade da Baixada Fluminense em apenas um mês. Em agosto, o MDR fez dois desembolsos para o município, totalizando R$ 816 mil em investimentos

O secretário Nacional de Saneamento do MDR, Pedro Maranhão, reforça o impacto positivo dos investimentos no setor. “A falta de acesso a serviços básicos, como tratamento de água e esgoto, coloca em risco a saúde da população. Além disso, a falta de saneamento também é um problema ambiental. E esta gestão tem se esforçado para mudar essa situação, dando continuidade a importantes obras do setor”, afirma.

Nesta segunda-feira (6), o MDR também repassou recursos para obras de saneamento nas cidades de Americana (SP), Fortaleza (CE), Ji-Paraná (RO), Luziânia (GO), Patos (PB), Porto Alegre (RS) e Timóteo (MG). No total, foram destinados mais de R$ 3,7 milhões.

Investimentos

Desde janeiro, R$ 284,45 milhões do Orçamento Geral da União (OGU) foram repassados pelo MDR para garantir a continuidade de empreendimentos de saneamento básico pelo País. Outros R$ 790,64 milhões foram assegurados para financiamentos por meio do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e de outros fundos federais financiadores.

Atualmente, a carteira de obras e projetos da Pasta no setor – contratos ativos e empreendimentos em execução ou ainda não iniciados – é de 1.199 empreendimentos, somando um total de R$ 49,99 bilhões, sendo R$ 29,92 bilhões de financiamentos e de R$ 20,07 bilhões de Orçamento Geral da União.


LEIA NA ÍNTEGRA

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.