Mercado

Eataly inaugura mercado verde com arquitetura sustentável

Eataly

Maior varejo de experiências gastronômicas do mundo, o Eataly lançou no final de dezembro de 2020 o Green Pea, primeiro Green Retail Park do mundo em Turin, na Itália.

O “mercado de varejo verde” conta com lojas e produtos de marcas (são 100 até agora) que tenham o compromisso de não gerar impactos negativos no meio ambiente.

O propósito do empreendimento também levou em consideração a sustentabilidade na hora da construção: o prédio de 15 mil m² e cinco andares foi feito à base de materiais recicláveis. Cada andar concentra lojas de um determinado setor, como casa, moda e beleza, entre outros.

Com projeto dos arquitetos Cristiana Catino (ACC Naturale Architettura) e Carlo Grometto (Negozio Blu Architetti Associati), a base do prédio em aço, ferro e vidro (todos elementos recicláveis), pode ser completamente desmontada caso precise ser reutilizada em obras futuras.

Eataly
Crédito: Divulgação

Os conceitos de sustentabilidade também foram aplicados em outros componentes técnicos, como produção de energias alternativas por meio de poços geotérmicos, painéis fotovoltaicos e solares, além de captação de energia eólica.

Seguindo outra tendência crescente dentro da arquitetura da incorporação da natureza aos ambientes, o edifício também tem mais de duas mil árvores e plantas em seu interior, promovendo bem-estar e qualidade térmica.

O orçamento do prédio foi definido para receber até 3 milhões de visitantes por ano em plena capacidade. O espaço, mesmo com os desafios e restrições da segunda onda de Covid-19 na Itália, chega a receber mais de 4 mil pessoas por dia.

Eataly
Crédito: Divulgação

Os planos futuros dependem do cenário econômico e social da pandemia, segundo o fundador Oscar Farinetti. Mas a ideia é que, assim como o Eataly, o Green Pea seja um empreendimento a ser levado a outros países; o Brasil integra os planos do empresário, que quer exportar o modelo via franquias. No Brasil, há uma loja do Eataly em São Paulo.

Farinetti salienta que o Green Pea quer levar às cidades e pessoas um espaço onde seja possível viver o consumo consciente na prática. “90% dos cientistas nos dizem que nossa forma de consumir se tornou incompatível com a vida humana na Terra. E quando 90% dos cientistas dizem algo, eles geralmente estão certos. Por isso, é hora de mudar a forma como consumimos. O Green Pea nasceu para isso. Visa demonstrar que existe a possibilidade, de imediato, de viver em harmonia com o planeta. Uma vez que já alcançamos essa meta com Eataly, no que diz respeito a alimentos, agora vamos focar nas demais atividades principais do consumidor”, pontua.

Fonte: Haus

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.