Negócios

Como prolongar a vida útil de fios e cabos elétricos?

Conservação inadequada pode danificar o isolamento e aumentar o risco de acidentes.

Independente da ocupação ou atividade de um imóvel, ter uma instalação elétrica segura e confiável depende de fios e cabos em bom estado de conservação, sejam eles condutores de distribuição ou de aparelhos eletroeletrônicos.

Revisões periódicas são fundamentais para mantê-los sempre em boas condições, mas cuidados adicionais podem prolongar a vida útil desses componentes, minimizando os riscos às pessoas e ao patrimônio.

Existe uma série de componentes e dispositivos que impactam diretamente na conservação de fios e cabos em diferentes cenários de instalação. Confira abaixo como prolongar a vida útil de fios e cabos elétricos:

Organização

Créditos: STECK.

Organização não é uma questão puramente estética. Além de descomplicar o dia a dia, eliminar emaranhados de fios e cabos elétricos vai aumentar a proteção deles contra danos causados pelo excesso de dobras ou até o pisoteamento.

A aglomeração de condutores também pode contribuir com o aumento de temperatura de trabalho de todo o conjunto, o que pode ser ainda pior se estiverem enclausurados sem as devidas providências.

Cabos de aparelhos eletroeletrônicos podem ser organizados com segurança por meio de organizadores espirais ou abraçadeiras.

Distribuição

Créditos: STECK.

Instalações elétricas aparentes são adequadas para obras e reformas que desejam evitar o quebra-quebra nas paredes. Ao invés de cabos expostos e conduzidos por presilhas, uma boa saída é usar canaletas.

Proteção

Créditos: STECK.

Outra maneira muito eficiente de prolongar a vida útil é não exigir dos condutores o que está além da capacidade deles, e para isso, os cuidados começam desde a obra com o correto dimensionamento da instalação por um profissional eletricista capacitado.

O dimensionamento adequado vai prever um cabeamento conforme as normas técnicas, além da devida proteção por meio de dispositivos instalados nos quadros e painéis elétricos.

Modelos de DPS e DR da STECK

Créditos: STECK.

Geralmente, a sobrecarga ocorre por conta de gambiarras nas tomadas, com o uso indevido de benjamins, extensões e filtros de linha. Como se sabe, as tomadas residenciais trabalham com limites de 10 e 20 A para usos gerais e específicos, respectivamente.

A sobrecarga vai danificando o isolamento dos cabos porque seu efeito colateral é o aquecimento, conhecido como Efeito Joule. O calor vai derretendo a proteção até o ponto de deixar fios energizados expostos. Além de choques, o contato entre fios pode provocar curtos-circuitos e iniciar incêndios.

Acessórios

Créditos: STECK.

Alguns acessórios podem prolongar a vida útil do cabeamento a nível comercial e industrial. Um bom exemplo está no prensa-cabos, que pode ser aplicado nas entradas de energia em unidades combinadas (Unicom), além de plugues e tomadas industrias.

2 Respostas

  1. Gostei do conteúdo da divulgação, creio que pode ser útil para meu negócio. Seria bom manter uma forma de contato para acompanhar novas informações.

    Acesse tambem nosso site para contatos.
    saudações.

    1. Boa noite Hermes,
      Por favor nos passe a sua empresa que vamos fazer o cadastro para você receber nossas news.
      Equipe C3 Clube

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.