Negócios

Baixa renda teve forte desempenho no 2º tri

Pandemia de covid-19 impactou mais segmento de média e alta renda.

As prévias operacionais do segundo trimestre já apresentadas por incorporadoras confirmaram a expectativa do mercado de expressiva diferença de desempenho de vendas para a baixa renda e para os padrões médio e alto no período.

Em um cenário de isolamento social provocado pela pandemia de covid-19, empresas com predominância de atuação no programa habitacional Minha Casa, Minha Vida se saíram melhor diante da substituição das visitas físicas de clientes pelos tours virtuais e dos lançamentos em estandes pela apresentação online de projetos.

Créditos: Divulgação.

Para o trimestre em curso, analistas esperam continuidade do bom desempenho das incorporadoras de baixa renda e recuperação operacional gradual das empresas com foco nos padrões médio e alto.

“Os lançamentos para as rendas média e alta serão mais pontuais para testar o mercado. Se o terceiro trimestre for bom, teremos um quarto trimestre forte”, diz o analista de mercado imobiliário do Itaú BBA, Enrico Trotta.

Em conjunto, Cyrela, Even, EZTec, Mitre, MRV, RNI Negócios Imobiliários, Tenda e Trisul lançaram R$ 1,87 bilhão, de abril a junho, Valor Geral de Vendas (VGV), o correspondente à metade do que foi apresentado no mesmo período do ano passado. As vendas líquidas caíram 23%, para R$ 3,77 bilhões. O levantamento incluiu apenas a parte própria das companhias nos projetos.

Segundo o diretor financeiro e de relações com investidores da Tenda, Renan Sanches, no início do isolamento social, a incorporadora não tinha dúvidas em relação ao interesse dos clientes ser mantido, mas quanto à efetividade da compra online de imóveis por famílias de baixa renda. “O trimestre foi surpreendente”, afirma.

MRV bate recorde de vendas no 2º trimestre de 2020. Créditos: Divulgação.

A MRV – maior incorporadora brasileira e principal operadora do Minha Casa, Minha Vida -, elevou suas vendas líquidas em 37,4%, para o recorde R$ 1,81 bilhão, na comparação anual, apesar da redução de 47,9% dos lançamentos, para R$ 942 milhões.

Durante a maior parte do trimestre, os estandes de vendas das incorporadoras permaneceram fechados na cidade de São Paulo, maior mercado imobiliário do país. Há pouco mais de um mês, foram reabertos parcialmente.

Mesmo assim, as empresas continuam criteriosas na tomada da decisão efetiva de lançar projetos de médio e alto padrão direcionados, principalmente, para consumidores finais, aguardando mais clareza de melhora dos indicadores macroeconômicos e da demanda.

A Cyrela – segunda maior incorporadora e a principal com atuação nas rendas média e alta – começou a preparar o primeiro lançamento, desde o início da pandemia, de projeto alto padrão da marca que leva seu nome. Trata-de de empreendimento de studios, com VGV de R$ 157 milhões e preço médio a partir de R$ 15,45 mil o metro quadrado, no bairro nobre de Moema, capital paulista. No último fim de semana de julho, será lançado outro empreendimento Living, desta vez com VGV de R$ 88 milhões.

Empreendimento Cyrela. Créditos: Divulgação.

 Para as próximas semanas, estão previstos três projetos da Cyrela enquadrados no programa habitacional, com a marca Vivaz, com VGV total de R$ 251 milhões. No segundo trimestre, os lançamentos da Cyrela caíram 83%, para R$ 288,4 milhões (parte própria). A maioria dos empreendimentos está no Minha Casa, Minha Vida e projetos de médio padrão.

No segmento de imóveis usados, começa a haver aquecimento dos negócios, na Região Metropolitana de São Paulo, conforme levantamento realizado pela vice-presidência de intermediação imobiliária do Secovi-SP de 9 a 14 de julho.

“As vendas estão começando a subir de forma bastante significativa. Nas primeiras semanas de junho, o crescimento era muito tímido”, diz o vice-presidente de Intermediação Imobiliária da entidade, Claudio Hermolin.

Fonte: Valor Econômico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.