Mercado

A retomada do mercado corporativo

mercado corporativo

Há alguns anos o C3 acompanha o movimento do mercado imobiliário corporativo e chegando ao final de 2021 é hora de olharmos mais uma vez para este cenário, uma vez que com a retomada das empresas aos escritórios, buscar entender como anda a taxa de vacância do segmento.

A pandemia funcionou como uma viagem ao túnel do tempo e segundo pesquisa da Canuma Capital, o segmento de escritórios da capital paulista apresenta uma vacância média de 22,7% no terceiro trimestre de 2021, índice visto pela última vez no período de 2016.

Para se ter uma ideia, no final de 2019 a taxa era de 8,9%, em metros quadrados de área tínhamos 160 mil m2 e agora o mercado tem 477 mil m2 disponíveis., considerando prédios corporativos “premium”.

Interessante observar a diferença entre as regiões da cidade, enquanto Faria Lima e Juscelino Kubisteschek apresentam uma baixa vacância, na média com 10% de vacância, outras como a Chucri Zaidan apresenta um desafio ainda maior, com 36% de vacância. A região de Pinheiros fica com 25%. De modo geral 70% dos prédios da cidade possuem alguma disponibilidade.

Quanto ao futuro, Marcelo Vainstein , sócio e fundador da Canuma ,afirma que a pandemia afetou a demanda dos últimos 18 meses e contribuiu para o aumento da vacância. “É muito cedo para fazer uma interpretação mais precisa, uma vez que mais da metade das empresas ainda não tomou decisão definitiva sobre a nova política de trabalho, mas, olhando as pesquisas aqui e no exterior, aproximadamente 80% a 90% das empresas e empregados querem introduzir ou aderir ao trabalho híbrido”, avalia o gestor.

O fim de 2021 e o próximo ano vão reservar momentos desafiadores para o mercado de lajes corporativas em São Paulo. E mesmo com o retorno aos escritórios deve ocorrer um vácuo entre oferta e demanda, principalmente nas principais regiões, gerando assim a expectativa no  aumento de valores no mercado.

Fonte: Valor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.