Colunistas Newton Azevedo Portal Saneamento Básico

A NOSSA IMPORTÂNCIA

Por Newton Azevedo.

Gostaria de partilhar com todos os setores que compõem o ciclo da construção civil, uma percepção que tenho já há algum tempo.

Para mim a sociedade na sua maioria, relaciona termos como: empreiteiros, construtores e fabricantes das indústrias de base com o tema, CORRUPÇÃO. Isto ficou mais evidente depois da operação Lava Jato.

Esta situação faz com que o setor da construção civil prefira não vir a público contar o que realizou nas últimas décadas para o desenvolvimento do país, exemplo: geração de emprego e renda, melhora da qualidade de vida, integração de modais de transporte e consolidação da interligação do sistema elétrico a nível nacional.

Créditos: Divulgação.

Não devemos ter medo de expor esta realidade, lembremos que em todos os setores da economia existem bons e maus, idealistas e oportunistas, corruptos e corruptores.

O motivo deste texto acima decorre do novo Marco Legal para o Saneamento, aprovado em 24 de junho. O governo federal trata esta nova lei, que falta ser sancionada pelo Presidente, como um dos pilares da recuperação econômica do país pós pandemia. Fala-se em geração de 1milhão de empregos em 4 anos e um investimento de até R$ 700 bi para universalizar os serviços de água e esgoto até 2033.

Continuo na defesa de que somente juntos: construção civil, operadores públicos ou privados de água/esgoto, fabricantes e fornecedores, conseguirão enfrentar este e outros desafios no setor de infraestrutura.

Créditos: Divulgação.

Vamos sair das nossas caixinhas para que a sociedade saiba o papel fundamental que a construção civil teve e sempre terá no desenvolvimento do país.

Deixaremos para o Ministério Público e Polícia Federal, da própria sociedade, hoje mais consciente, o papel de filtro para separar os bons dos maus. Entre os setores: Saneamento, Rodovias, Portos, Aeroportos, Edificações industriais, Unidades Habitacionais, Matriz Energética, Mobilidade Urbana entre outros, nós estaremos sempre presentes.

Vamos usar as mídias tradicionais, redes sociais, portais do setor como: C3 e Saneamento Básico, e associações para informar a sociedade que somos do bem e fundamentais para que tenhamos um país mais justo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.